Ágar m-Enterococcus é utilizado para o isolamento seletivo e contagem de Enterococcus através de filtração por membrana.

Marca: Neogen

Referência: NCM0163A

Embalagem: 500g

Fórmula:

Digestão Enzimática de Caseína: 15g

Digestão Enzimática de Farelo de Soja: 5g

Extrato de Levedura: 5g

Dextrose: 2g

Fosfato Dipotássico: 4g

Azida de Sódio: 0,4g

2,3,5- Cloreto de Trifeniltetrazólio: 0,1g

Ágar: 10g

pH Final: 7,2 ± 0,2 a 25°C_

A fórmula pode ser ajustada e/ou suplementada conforme necessário para atender as especificações de desempenho.

Explicação do Produto: Ágar m-Enterococcus foi primeiramente descrito por Slanetz et al., para a contagem de enterococos através de filtração por membrana.1 Em 1957, Slanetz e Bartley modificaram o meio, adicionando cloreto de trifeniltetrazólio (TTC, por sua sigla em inglês).2 Uma maior recuperação e colônias maiores foram obtidas quando membranas inoculadas foram incubadas na superfície do ágar ao invés de incubadas em um pad saturado com o meio líquido. O método de filtração por membrana é simples, não requer confirmação e permite uma contagem direta de enterococos em 48 horas. Ágar m-Enterococcus também é conhecido como Ágar m-Azida. A presença de enterococos é um indicador valioso para a determinação da extensão da contaminação por fezes em água para fins recreativos. Ágar m-Enterococcus é recomendado para a detecção de enterococos fecais com a utilização da técnica de filtração por membrana para testes de água.

Princípios do Procedimento: Digestão Enzimática de Caseína e Digestão Enzimática de Farelo de Soja fornecem nitrogênio, minerais e aminoácidos no Ágar m-Enterococcus. Extrato de Levedura é a fonte de vitaminas e a Dextrose fornece carbono. Fosfato Dipotássico é o agente tamponante. Azida de Sódio é o agente seletivo utilizado para inibir o crescimento de organismos Gram-negativos. Ágar é o agente solidificante. Cloreto de Trifeniltetrazólio é o corante utilizado como indicador de crescimento bacteriano. TTC é reduzido a formazana insolúvel dentro da célula bacteriana, resultando na produção de colônias vermelhas.

 

M-Enterococcus Agar 500g - Neogen

M-Enterococcus Agar 500g - Neogen

Ágar m-Enterococcus é utilizado para o isolamento seletivo e contagem de Enterococcus através de filtração por membrana.

Marca: Neogen

Referência: NCM0163A

Embalagem: 500g

Fórmula:

Digestão Enzimática de Caseína: 15g

Digestão Enzimática de Farelo de Soja: 5g

Extrato de Levedura: 5g

Dextrose: 2g

Fosfato Dipotássico: 4g

Azida de Sódio: 0,4g

2,3,5- Cloreto de Trifeniltetrazólio: 0,1g

Ágar: 10g

pH Final: 7,2 ± 0,2 a 25°C_

A fórmula pode ser ajustada e/ou suplementada conforme necessário para atender as especificações de desempenho.

Explicação do Produto: Ágar m-Enterococcus foi primeiramente descrito por Slanetz et al., para a contagem de enterococos através de filtração por membrana.1 Em 1957, Slanetz e Bartley modificaram o meio, adicionando cloreto de trifeniltetrazólio (TTC, por sua sigla em inglês).2 Uma maior recuperação e colônias maiores foram obtidas quando membranas inoculadas foram incubadas na superfície do ágar ao invés de incubadas em um pad saturado com o meio líquido. O método de filtração por membrana é simples, não requer confirmação e permite uma contagem direta de enterococos em 48 horas. Ágar m-Enterococcus também é conhecido como Ágar m-Azida. A presença de enterococos é um indicador valioso para a determinação da extensão da contaminação por fezes em água para fins recreativos. Ágar m-Enterococcus é recomendado para a detecção de enterococos fecais com a utilização da técnica de filtração por membrana para testes de água.

Princípios do Procedimento: Digestão Enzimática de Caseína e Digestão Enzimática de Farelo de Soja fornecem nitrogênio, minerais e aminoácidos no Ágar m-Enterococcus. Extrato de Levedura é a fonte de vitaminas e a Dextrose fornece carbono. Fosfato Dipotássico é o agente tamponante. Azida de Sódio é o agente seletivo utilizado para inibir o crescimento de organismos Gram-negativos. Ágar é o agente solidificante. Cloreto de Trifeniltetrazólio é o corante utilizado como indicador de crescimento bacteriano. TTC é reduzido a formazana insolúvel dentro da célula bacteriana, resultando na produção de colônias vermelhas.